0

Stand by – Permacultura na Meruoca

A título de informe socializo com as pessoas que acessam o blog permaculturanameruoca.wordpress.com que estamos em “stand by”, com algumas ações. Na realidade cada um do grupos está nesse momento realizando ações de caráter pessoal, mas com a chama acesa de que em breve (são meu votos) iremos retornar às ações. Por isso pedimos a compreensão e em breve pretendemos dar uma nova roupagem ao blog. Luz, saúde e paz na caminhada

0

Voltando à ativa.

Saudações.
Depois e um tempinho ausente do mundo virtual voltamos para mostrar algumas atividades desenvolvidas durante esse período.
Trabalhamos durante esse tempo com atividades de (trans) formação experimentação, práticas, pesquisas e diversão.

DSC01793

Depois de uma longa jornada, fechamos mais um ciclo. Ciclo esse que acrescenta  mais um nó na rede de pessoas que acreditam na mudança e que carregam consigo os princípios do Cuidado com a Terra, Cuidado com as Pessoas e do Compartilhar excedentes.

Finalizamos o primeiro curso com 25 “guerrilheiros”, como alguns se intitulavam, que com mutia força de vontade já ensaiavam a participação em outras (trans)formações e a por em prática suas idéias e seus projetos.

DSC01578

Durante nossos encontros foi possível trabalhar alguns conceitos e iniciar alguns diálogos sobre Ecologia, Educação, Movimentos Ambientais, Consumo Consciente e Permacultura. Além dos momentos teóricos tivemos a oportunidade de realizar duas vivências de campo na Serra da Meruoca.

Na primeira vivência visitamos o Sistema Agroflorestal da família do Sr. Sebastião, no Sítio Santo Elias.

DSC01729Na segunda vivência adentramos a Floresta do Sr. Adail, um dos locais mais preservados da Serra. Lá foi possível ter contato com Barrigudas, Copaíbas, Ipês, Babaçus, Angicos, Frei Jorge, Bromélias, Orquídeas e diversos outros representantes da nossa flora, além de podermos ouvir o canto de variadas aves, que no nosso silêncio se multiplicavam.

DSC02115 - Cópia

No processo de (trans)formação demos continuidade as atividades junto ao grupo de Multiplicadores Ambientais, constituído durante o primeiro curso, e fomos agregando novos membros a essa grande trupe.

Atividades desenvolvidas em 2012 (Cursos, Minicursos e Oficinas):

  • Formação de multiplicadores em Educação Ambiental.
  • Permacultura Urbana.
  • Introdução à Permacultura.
  • Saneamento Ecológico.
  • Jardins comestíveis.
  • Design ecológico.
  • Design permacultural.
  • Construção com terra.
  • Compostagem e produção de mudas.
  • Horta e Plantas Medicinais.
  • Transmissão ao vivo – Ambientalismo /Midiativismo.
Essas atividades foram financiadas pelo SESC – Sobral / Estudos Ambientais, através do Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG), atendendo à jovens e adultos estudantes ou egressos da rede pública de ensino e com renda familiar inferior a 3 salários mínimos. Um trabalho social que teve como facilitadores os membros do Grupo de Permacultores de Sobral, Eduardo Fontenele, Luana Gondim, Tiago Silva, Eli Briseno e Thiago Oliveira.


DSC04365DSCF0996DSC04528DSC04821DSC04810Planejamento.DSC02185
0

Minicurso – Permacultura Urbana: Uma proposta sustentável para as cidades.

O minicurso será realizado nos dias 20 e 22 de Junho, de 18h30min às 22h00min, e dia 23 de junho, de 08h00min às 17h00min, na Escola EducarSESC – Sobral.  O curso terá  momentos teóricos e práticos, onde teremos a oportunidade de conhecer, aproveitar e co-construir um espaço onde são desenvolvidas diversas atividades permaculturais. Esse evento será realizado pelo SESC – Estudos Ambientais (PCG) * e terá como agentes facilitadores e apoio pedagógico, Tiago Silva, Luana Gondim e Eduardo Fontenele, membros do Grupo de Permacultores de Sobral.

* – PCG: Programa  de Comprometimento e Gratuidade (Gratuito: para pessoas que estudam ou concluiram os estudos em escola pública e com renda familiar de até 3 salários).

0

Difundindo a Permacultura.

No dia 06 de julho de 2012, ocorreu no Auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE / Campus Sobral, a palestra intitulada Permacultura: Resíduos Sólidos em Assentamentos Humanos Sustentáveis. A ação fez parte da programação da IV Semana do Meio Ambiente do IFCE. Infelizmente o nosso amigo / irmão Tiago Silva não pode comparecer, como constava na programação, ficando comigo a missão de apresentar um pouco sobre a visão Permacultural e sobre o Grupo de Permacultores de Sobral. Participaram da atividade estudantes dos cursos de Irrigação e Drenagem, Saneamento Ambiental, Técnico em Meio Ambiente e Técnico em Fruticultura.

Os resultados alcançados foram além dos esperados, foram além dos tópicos apresentados, estabelecemos mais uma, ou melhor, mais de uma trama nessa rede de conexões cultas e ocultas, formais e informais, pessoais e institucionais que cresce a cada dia. A semente foi plantada, agora vamos esperar os frutos dessa semeadura, novas ações, vivências que venham a fortalecer os laços estabelecidos. Gratidão a Aline Carvalho, Responsável Técnica pela Especialização em Gestão Ambiental do IFCE / Campus Sobral, que possibilitou a nossa participação no evento.

2

Ecoalfabetização e Permacultura na Escola, Sobral, Ceará – Zona 1

Dessa vez estou socializando as atividades de um trabalho que está sendo realizado na Escola Educar SESC, através de ações que envolvem conceitos e técnicas da permacultura e da ecoalfabetização.
O trabalho faz parte do projeto que já vem sendo realizado no SESC desde 2005, o Agenda Ambiental, tivemos a oportunidade de expandir ações focadas no cuidado com as pessoas e a terra dentro da escola.
O público trabalhado são crianças do ensino infantil (III, IV e V) e fundamental (1, 2, 3, 4 e 5º ano), educadores e funcionários. Acreditamos que um projeto, principalmente em escolas, só funciona de fato, se houver integração e envolvimento de todas os setores, inclusive a família.
Diversas atividades foram realizadas durante o projeto, podendo ser dividido em três momentos, a saber:
•Implantação da horta – construção de canteiros de diversas formas (ondas, borboleta, espiral, carta de baralho, coração) com a participação de alunos, educadores e funcionários, reutilizando materiais como telhas abandonadas; produção de mudas, a partir de garrafas PET; de plantas medicinais e hortaliças (fotos das atividades);
•Manejo da horta – adubação com esterco animal e adubação morta com palha de carnaúba; poda de árvores; compostagem reutilizando materiais de poda de árvores e palha de carnaúba; irrigação; plantio direto; sementeiras; transplante de mudas;
•Educacionais – dia de mutirão com educadores/as e funcionários/as; oficinas de avaliação e planejamento das ações; dias de visitas das turmas de educandos para realização de plantio; construção de canteiros;